13 de maio de 2010

PROJETO CERCANIAS - Rechuan manifesta preocupação com desapropriações em Itatiaia



O prefeito de Resende, José Rechuan, em audiência em Brasília na terça-feira, dia 11, com o ministro chefe da Secretaria de Relações Institucionais do Brasil, Alexandre Padilha, e acompanhado de outros seis prefeitos dos estados de São Paulo e Minas, manifestou preocupação com a medida do governo federal que prevê desapropriações de hotéis e residências localizadas na parte baixa do Parque Nacional do Itatiaia. A notícia foi veiculada durante a semana, pelo jornal Diário do Vale.
Segundo a matéria, Rechuan declarou: “Viemos manifestar que somos contra a determinação, que logicamente afeta mais Itatiaia, contudo irá atingir toda a região em seu entorno. O nosso entendimento é que a preocupação e o posicionamento das prefeituras da região são legítimos, visto a possibilidade de prejuízos à vida das pessoas que moram há vários anos no Parque e construíram seu patrimônio dentro do local. Além disso, existem riscos diretos á economia da Região das Agulhas Negras, motivo pelo qual achamos que o assunto precisar ser rediscutido”.
O texto do Diário do Vale sobre o assunto é bastante detalhado, e ainda está acessível à leitura na edição on line do jornal, que recomendo ao leitor que preza sua cidadania e gosta de se manter informado sobre a atuação das administrações da nossa região. Transcrevo apenas mais um trecho, com o comentário do prefeito Rechuan sobre o encontro: “Saimos da audiência com a certeza de que a discussão em torno do assunto terá continuidade dentro do governo federal. Acredito que vamos ter êxito no nosso pedido”. Segundo a matéria, o próximo passo será uma audiência com representantes do Ministério do Turismo.
Com esse posicionamento claro, e a prioridade dada ao assunto – tanto o Projeto Cercanias quanto a questão das desapropriações – o prefeito Rechuan ampliou sua competência como uma promissora liderança regional, mostrando uma visão ampla sobre as questões que envolvem o conjunto de municípios no projeto, num total de quinze prefeituras, em três estados – RJ, Minas e São Paulo. Atitude aliás coerente com a sua administração, que vem sendo ativa na implantação de seus projetos, e agindo mesmo sob o risco de errar. Uma administração atuante, e não paralizada, como muitas que se vêem por aí.
É animador ver o prefeito de Resende assumindo com tamanha disposição uma iniciativa como o Projeto Cercanias, criado sob a expectativa do desenvolvimento integrado desses municípios, sob os pontos de vista econômico, social e cultural. Levar a questão das desapropriações no Parque Nacional do Itatiaia com tanta firmeza ao governo federal, é atitude corajosa e que merece respeito. Se é verdade que cada povo tem o governo que merece, então a população de Resende está de PARABÉNS!!!
Célia Borges

5 comentários:

Valéria Mara Borillo disse...

Apenas uma pergunta:

O prefeito de Itatiaia estava presente (ou pelo menos manifestou-se) a respeito desta audiência?

I disse...

É uma pena que o Sr Prefeito de Itatiaia não estar presente em uma reunião deste porte.Nem siquer houve a menção de seu nome, parabens ao prefeito de Rezende.
Igold Knoch, morador no Nucleo Colonial do Itatiaia

antonio sebastiao de lima disse...

Reportagem fiel aos fatos. Hoje pela manhã enquanto esperava exame de vista p/detran, testemunhei rasgado elogio ao prefeito Rechuam feito por um senhor de mais de 70 anos, morador do jardim brasília 2. Empreendedor que atende educada e atenciosamente as pessoas que o procuram na prefeitura e realiza as obras e presta os serviços reclamadosm, comparecendo pessoalmente aos diversos lugares. Quanto ao parque, para a associação dos amigos, a parte baixa é da Serra e não do parque, e pertence ao núcleo colonial, conforme exposto na ação civil coletiva em trâmites pela Justiça Federal de Resende.

Gilda Molica disse...

Querida Célia, você acompanhou o Ciclo de Eventos e Debates que realizamos em Itatiaia, cujo foco era envolver a população na discussão sobre o problema da desapropiação de nossa centenária história do Núcleo Colonial. Falo, de "nossa história", porque assim acredito. Somente o ser humano pode fazer isto. Alguém disse uma vez, que os anjos têm inveja do ser humano, exatamente porque só os humanos produzem história. Concebo o AMBIENTE assim: as pessoas convivendo, cuidando, amando e preservando a fauna,a flora, a água, a terra como tão bem têm feitos os moradores que há anos ou recentemente escolheram o PNI para ser seu site. Parabenizo o prefeito Rechuan por expressar sua opinião acerca deste assunto.

Anamaria disse...

Texto impecável, mas a parte que mais gostei foi "como muitas que se veêm por aí", resume tudo!
Beijos.